Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Drama de Pijama

Drama de Pijama

Falando de livros…

15.04.19 | Carolina Ferreira

Uma das minhas resoluções de Ano Novo foi ler, pelo menos, um livro por mês. Ou, no fundo, 12 livros no ano de 2019! Para já, estou a cumprir o objectivo, e tudo graças a Carlos Ruiz Zafón! A saga “O Cemitério dos Livros Esquecidos” é absolutamente brilhante!


A escrita é inteligente, desafiante e envolvente. Sentimo-nos absorvidos por uma Barcelona pré e pós 2ª Guerra Mundial e por personagens cativantes que nos transportam para aventuras de mistério, crime e amor.

Resultado de imagem para cemitério dos livros esquecidos
A Sombra do Vento inicia esta saga, com a história de Daniel Sempere, um menino que perde a mãe, no ano de 1945, e que, anos depois, se vê absorvido num livro que irá mudar a sua vida, e que o leva a enfrentar uma trágica história de amor antiga, e a descobrir os seus mistérios e protagonistas, colocando em perigo a sua vida. O Jogo do Anjo viaja no tempo, para 1920, e revela-nos David Martin, um escritor obcecado com um misterioso editor que promete publicá-lo e vai revelando, aos poucos, uma história mirabolante, que deixa o leitor ávido e desejoso de perceber mais da história, mesmo quando o livro acaba. O Prisioneiro do Céu regressa a épocas de guerra e traz-nos a história de Fermín Romero de Torres e o terrível segredo que guardou, durante todos estes anos. Este livro deixa no leitor a mágoa, de um prisioneiro de guerra, e os arrepios, de quem consegue sentir tudo o que é descrito.
E, por fim, O Labirinto dos Espíritos… Esse, confesso, ainda não acabei. Mas só me apetece fechar-me ao mundo, no meu quarto, e ler até perceber como todas estas histórias se interligam em fios, que moldam a história de personagens, que cativaram o meu coração.

Acompanhem-me, numa Barcelona que estou desejosa de conhecer, e que tomou vida, pela caneta de Záfon.

Resultado de imagem para zafon saga livros

4 comentários

Comentar post